1Retomando ao tema timidez, que pode ser entendida como um comportamento disfuncional e que afeta muitas crianças, jovens e adultos, dificultando aprendizagem escolar, relacionamentos amorosos e interpessoais, e também o desempenho profissional, já que uma pessoa tímida participa menos, interage menos, não tira suas dúvidas na escola, evita participar ou perguntar ao professor e aos amigos, instalando ao longo do tempo um processo de evitação de experiências novas. É fundamental para prevenir a timidez que os pais respeitem a individualidade dos filhos, não comparando com seu passado ou que é pior, comparar com outro irmão. Exemplo: seu irmão sempre foi bom em matemática, como você pode tirar uma nota dessa? Os pais devem respeitar os gostos, paladares, diversões, nenhuma criança é igual a outra e não vai ter gostos semelhantes.

Um outro ponto importante é que as crianças, adolescentes, jovens estão num contínuo aprendizado, e aprender é um processo de acertos e erros e se os pais forem muito exigentes ou controladores, onde só o que fazem está certo, dificulta o processo de aprendizagem. Não devemos esquecer que acertos e erros são fundamentais. Crianças muito exigidas, cobradas, reprovadas, perdem a coragem de arriscar. Pais que não aceitam os erros, criticando duramente os erros dos filhos, levam a criança a não aceitar seus erros, perdendo a liberdade de tentar. Timidez pode ser entendida também como a perda da vontade de arriscar ou de ter atitudes, e isso é muito prejudicial para qualquer pessoa. Crianças seguras e independentes serão muito mais felizes e com muito menos doenças! Que nosso futuro seja de pessoas extrovertidas, seguras e felizes.

Autor: Luciano da Rocha Fogaça – Psicologia Clínica

Artigos similares

0 13

0 10

0 15

Sem comentários

Deixar uma resposta